Buscar

A fotografia de Royals


Olá pessoal! Aqui é o Rafael Peixoto de novo e hoje trago algo bem light Na verdade é uma das coisas que faço como passa-tempo e que ajuda a desenvolver o olhar e melhorar a fotografia que é a critica a clipes musicais (Só pra falar bonito) Na real, é basicamente assistir a clipes com um olhar critico atento a fotografia. Criticar não no sentido "essa luz está horrível" mas saber o porque foi escolhido aquele enquadramento, como foi aproveitada aquela luz, figurino-ambiente as emoções correspondentes e as sensações que te foram geradas a partir desse arranjo.

Se você passar a observar isso, na prática, mesmo que subconscientemente (ou até consciente) acaba refletindo no resultado dos seus trabalhos.

Farei isso dessa vez com Royals de Lorde porque... porque eu identifico muita relação com a fotografia de casamento que é a minha área xD (A musica eu gosto também, mas não vem ao caso rs) então lá vai!

Com uma fotografia super atual, Royals apresenta uma ligação com a fotografia contemporânea que pode se relacionar a ensaios, casais, making of de casamentos e principalmente famílias em que as casas dos clientes costumam ser as próprias locações. O clipe começa com uma cena aberta comumente encontrada no cinema como primeira cena e aplicado a fotografia como "sense of place" que é o conceito de situar o local onde está se passando a história. Esse conceito em um casamento se exemplifica na importância de fazer uma foto aberta da igreja do lado de fora e de dentro e no salão de festas as pessoas precisam dessa conexão, se não podem ficar perdidas.

Ele segue alternando cenas da casa nos situando do ambiente até adicionar mais personagens. Seguido de uma cena onde encontramos um retrato (em 0:11) e a construção do sense of place continua mostrando os detalhes da casa.

(Não entendo quase nada de cinema, então, entendam que estou falando como fotógrafo e desculpe se os termos diferem)

A paleta de cores usada foi de tons bem claros sem muitos contrastes o que me passou uma serenidade muito bacana e que é bem parecida com ensaios de família em que estão todos de brancos na cama brincando e felizes à beça.

Em 0:50 vemos uma fotografia com uma pose mais artística, subjetiva e muito bem compostas com todas as linhas do telhado, da quadra em geral, o V formado atras dele e inclusive as tabelas estão inclinadas levando nosso olhar ao mesmo lugar que o subject está olhando.

(sobre as setas, alguns caminhos podem ir e voltar)

Linhas direcionam o olhar é importante saber aplicar.

1:25 voyeurismo Como se estivesse fotografando as escondidas, atiçando nossa curiosidade e fazendo uma relação com uma característica psicológica humana básica. Todos nós somos um pouco voyeur. Esse tipo de fotografia teve sua época de moda na fotografia de casamento, sendo usada indiscriminadamente sem se saber o como ou o porquê. Uma cena posada entra em conflito com o que esse tipo de foto costuma passar.

Bom, acho que já deu pra entender como eu critico um clipe Claro, aproveitei e expliquei alguns conceitos para todo mundo entender. É isso aí! Estudem os conceitos da fotografia e começarão a ver no dia a dia e de uma forma que nem parece que está estudando, mas está. Façam isso com os clipes que quiserem e me digam depois. Também quero saber a interpretação de vocês!

Aaaaaa Alguém sabe pq essa é a US Version? Nunca vi outra versão HAUhauahuahuahua

#fotografiadevideo

0 visualização